O PENSAMENTO SOCIAL NA ANPOCS 2017

Por Antonio Brasil Jr. (UFRJ) Bernardo Ricupero (USP), João Marcelo Ehlert Maia (FGV-Rio), Lucas Carvalho (UFF), Mariana Chaguri (Unicamp)

A ANPOCS 2017 se aproxima e a equipe BVPS preparou um post especial sobre a presença do ‘pensamento social no Brasil’ no evento. Há, por um lado, os trabalhos que serão apresentados no GT dedicado ao tema, e que neste ano orientam-se tanto para discussões clássicas na área, como para temáticas contemporâneas relativas à geopolítica do conhecimento e à articulação centro/periferia na circulação de ideias. Mas, o pensamento social estará presente também em mesas-redondas e sessões especiais, além da homenagem a um importante nome da área, Élide Rugai Bastos, que irá receber o prêmio António Flávio Pierucci de excelência acadêmica (Data: 23/10, às 20h30, sala 4 – anfiteatro Glória).

As sessões especiais relacionam-se especialmente com a consolidação de uma memória viva das ciências sociais brasileiras. Essa memória será trabalhada particularmente em duas sessões de homenagem, dedicadas a Antonio Candido (Data: 24/10, das 21h00 às 22h30, sala 4 – Anfitetaro Glória) e Ricardo Benzaquen de Araújo (Data: 25/10 21h00 às 22h30, sala 4 – Anfitetaro Glória), dois destacados intelectuais brasileiros recentemente falecidos. A composição diversificada dos participantes dessas sessões evidencia a circulação ampla de temas e agendas do pensamento social entre os cientistas sociais do país. Além dessas duas sessões, teremos uma mesa-redonda sobre os 40 anos do clássico ‘Ao vencedor as batatas’, do crítico Roberto Schwarcz, que combina pesquisadores de diferentes gerações intelectuais, como a evidenciar a força da memória coletiva em nosso universo acadêmico (Data: 26/10, das 8h30 às 10h30, sala 1 – Hotel Glória).

Destacamos também a forma como obras clássicas são trazidas para agendas contemporâneas, como evidencia a mesa ’30 anos depois: as pesquisas freyreanas na atualidade’, organizada pelo professor Roberto Motta, da UFPE (Data: 24/10, das 8h30 às 10h30, sala 2 – Hotel Glória). Nessa seara, podemos também indicar as mesas ‘Êxito e fracasso das interpretações do Brasil’ (Data: 24/10, das 8h30 às 10h30, sala 1 – Hotel Glória), que reunirá pesquisadores de diferentes instituições para um debate sobre as formas pelas quais as interpretações do Brasil interagem com processos coletivos de aprendizado social e ‘República e democracia: a crise do Brasil contemporâneo’ (Data: 26/10, das 8h30 às 10h30, sala 8 – Hotel Glória), sessão marcadamente interdisciplinar que discutirá os impasses do tempo presente sob a luz de temas clássicos do pensamento social brasileiro. Essas duas mesas relacionam-se com outra característica de nossa área, que é sua vocação para a reflexão sobre processos sociais contemporâneos, que podem ser interpelados à luz de conceitos e leituras clássicas.

Vale igualmente prestar atenção na mesa ‘Fundamentos empíricos para uma história social e da internacionalização da formação científica do Brasil’ (1951-2015)’ (Data: 24/10, das 8h30 às 10h30, sala 4, Anfiteatro Glória – Hotel Glória), que evidencia como o campo das ciências sociais se articula a agendas provenientes do campo da história da ciência, num diálogo extremamente produtivo que também marca o campo do pensamento social no Brasil.

Já as três mesas e os painéis a serem apresentados no GT de Pensamento Social no Brasil tratarão de questões como a circulação de ideias e intelectuais e a relação do pensamento social brasileiro com a política e a cultura. A variedade do GT é perceptível em trabalhos que lidam com autores brasileiros ou ativos no país, mais e menos canônicos, como Gilberto Freyre, George Dumas, Gastão Cruls, Francisco Weffort, Gonçalves Fernandes, Clarisse Lispector, Mário de Andrade, Roberto Schwarz, Deoclécio Machado e Waldemar Valente. Em termos temáticos, a diversidade não é menor, com apresentações tratando do Sertão, da Amazônia, do populismo, da Nova Escola do Recife, do modernismo, etc. Não menos importante, consolidando uma orientação que tem aparecido nos últimos anos, também se discute, frequentemente numa perspectiva comparada, escritores e tópicos numa dimensão latino-americana, abordando-se, por exemplo, Fernando Ortiz, Pablo Gonzáles Casanova, Rodolfo Stavenhagen e os estudos gêneros no Brasil e na Argentina. Por fim, os trabalhos não desconsideram também a reflexão de natureza mais meta-teórica sobre o pensamento brasileiro, tratando de sua história e de possíveis mapeamentos.

Em suma, a riqueza do GT de Pensamento Social no Brasil continua a refletir sua capacidade de articular tradição com inovação. Nessa última referência, merece destaque como boa parte dos trabalhos a serem apresentados prestam atenção a um ponto de vista que emerge da periferia. Particularmente sugestivo é como a categoria de periferia é entendida em diferentes dimensões e sentidos: internacional, nacional, regional, disciplinar, etc.

Por fim, a trajetória ímpar de Élide Rugai Bastos é reconhecida com a concessão pela ANPOCS do prémio António Flávio Pierucci em Sociologia. Élide tem uma produção notável, em que se destacam seus trabalhos sobre Gilberto Freyre e o pensamento sociológico brasileiro; formou um número considerável de pesquisadores ativos em universidades no Brasil e no exterior e tem tido uma importante atuação em instituições como a UNICAMP e a própria ANPOCS. Nós, da área de pensamento social, só podemos ficar contentes em ter Élide como colega.

Simpósio de Pesquisa Pós-graduada 23 – Pensamento social no Brasil: perspectivas comparadas e fronteiras teórico-metodológicas

A programação do 41o Encontro Anual da ANPOCS contará, em 2017, com mais uma edição do Simpósio de Pesquisa Pós-Graduadas (SPG) “Pensamento social no Brasil: perspectivas comparadas e fronteiras teórico-metodológicas” (Data: 25/10/2017, das 8h30 às 11h00, Sala 28 – Centro Convenções). Assim como ocorrido em anos anteriores, o SPG registrou um número elevado de inscrições (38 trabalhos), apontando para a vitalidade da área em diferentes programas de pós-graduação.

Neste ano, o SPG contará com os seguintes trabalhos: Roberto Schwarz leitor de Antonio Candido,
de Leonardo Octavio Belinelli de Brito (USP); Encantamento ao sul: a percepção sobre o Brasil no debate da modernidade,
de Alice de Oliveira Ewbank (UFRJ); O Brasil visto de cima: o campo de uma periferia a partir de centros de produção antropológica,
de Estêvão Barros Chaves (UFSCar); Literatura, comunismo e campesinato: uma leitura de Bernardo Élis,
de Pauliane de Carvalho Braga (UFMG) e A Revolta da Armada de 1893 na Cultura Popular (1893-1895),
de Christianne Theodoro de Jesus (FGV-RJ).

Com este Simpósio, espera-se estimular a reflexão em torno dos desafios teórico-metodológicos na área de Pensamento Social, bem como explorar o potencial de novas ferramentas metodológicas a partir do trabalho desenvolvido por pós-graduandos. Assim, debates sobre os limites e possibilidades de comparação; a reflexividade das ideias e o sentido teórico das pesquisas certamente serão enfrentados a partir do acúmulo e das perspectivas originais trazidas pelas pesquisas.

A sessão ocorrerá dia 25/10/2017, quarta-feira, das 8h30 às 11h na Sala 28 – Centro Convenções de Caxambu e os textos completos podem ser acessados na programação geral disponível no site da Anpocs.

***

Uma das apostas metodológicas da BVPS é a utilização de novos softwares de pesquisa, entre os quais os de análise de texto. Para este post recolhemos as ementas de mesas, do Gt e do SPG em Pensamento Social, para quantificar a recorrência de palavras e expressões no Iramuteq, interface para análises multidimensionais de textos para o software R. As ementas constituem um corpus pequeno, mas significativo das orientações a serem seguidas pelos diversos papers.

O quadro abaixo mostra as palavras e expressões mais recorrentes. Observa-se que, entre as filiações institucionais dos participantes, a USP aparece com 21 recorrências, seguida da UNICAMP com 12, UFRJ com 8, UFPE com  5 e UNB, UNIFESP e UFMG cada uma com 4. Como o filtro é por recorrência, a filiação institucional de um mesmo autor/participante é contabilizada mais de uma vez.

Palavras-chave

Recorrências

brasil

24

usp

21

unicamp

12

sociologia

10

intelectual

9

ufrj

8

mesa

8

contemporâneo

8

social

7

literatura

7

interpretação

7

internacional

7

história

7

estudo

7

ano

7

sociologia_brasileira

6

questão

6

forma

6

expositor

6

ciências_sociais

6

ciência

6

análise

6

democracia

5

Entre as palavras-chave destacadas pela análise, observa-se a recorrência de “contemporâneo” (8), reforçando a preocupação da área em criar pontes com a produção teórica atual ou mesmo com acontecimentos recentes, como se pode entrever, inclusive, com a palavra “democracia” (5). A palavra-chave “internacional” (7) aparece qualificando termos como “conexões internacionais” e “circulação internacional” e indicando uma tendência da área em descentrar seu foco analítico do nacional. A própria noção de “circulação” e seus derivados (“circulação de ideias e autores” e “circulação do conhecimento”) parecem importantes nas propostas. Em suma, trata-se apenas de apontamentos do que pode vir a partir das ementas da área e que sugerem uma ANPOCS fomentando e atualizando debates. Um ótimo evento a tod@s!

Abaixo a seleção completa:

Segunda-feira, 23/10.

20h30, sala 4 – anfiteatro Glória

Prêmio Anpocs de Excelência Acadêmica

Prêmio Anpocs de Excelência Acadêmica Antônio Flávio Pierucci em SociologiaPremiada: Élide Rugai Bastos (Unicamp)

Apresentadora: Nísia Trindade Lima (Fiocruz)

Dia 24/10, terça-feira.

8h30 às 10h30, sala 2 – Hotel Glória

Mesa Redonda. MR1 – 30 anos depois: as pesquisas freyrianas na atualidade

Coordenação: Roberto Motta (UFPE)

Expositores: Bernardo Ricupero (USP), Roberto Motta (UFPE), Amurabi Oliveira (UFSC)

8h30 às 10h30, sala 1 – Hotel Glória

MR20 – Êxito e fracasso das interpretações do Brasil: debatendo reflexividade e aprendizado social

Coordenação: Lilia Moritz Schwarcz (USP/Princeton University)

Expositores: Elide Rugai Bastos (Unicamp), Antonio da Silveira Brasil Jr. (UFRJ), Luis Felipe Hirano (UFG)

8h30 às 10h30, sala 4, Anfiteatro Glória – Hotel Glória

MR43 – Fundamentos empíricos para uma história social da ciência e da internacionalização da formação científica no Brasil (1951-2015).

Coordenação: Afrânio Raul Garcia Jr. (EHESS, IESP/UERJ)

Expositores:

Leticia Bicalho Canêdo ( UNICAMP) PhD internacionais e a recriação dos estudos políticos no Brasil.

Heloisa Bertol Domingues ( MAST) Os arquivos do CNPq e o projeto de historia social da ciência; trabalhos em historia da quimica.

Mario Grynszpan (UFF) Recomposiçoes contemporâneas do campo dos historiadores no Brasil.

Elisa Kluger (Cebrap) A passagem pelo Chile nos idos de 1960 e a recomposição do campo dos economistas no Brasil.

SESSÃO ESPECIAL. SE2 – Homenagem a Antonio Candido

21h00 às 22h30, sala 4 – Anfitetaro Glória

Coordenação: André Pereira Botelho (UFRJ)

Expositoras: Maria Arminda Nascimento Arruda (USP), Lilia Moritz Schwarcz (USP, Princeton University), Mariza Peirano (UnB), Antonio da Silveira Brasil Junior (UFRJ), Enio Passiani (UFRGS)

Dia 25/10, quarta-feira.

21h00 às 22h30, sala 4 – Anfitetaro Glória

SE5 – Homenagem a Ricardo Benzaquén de Araújo

Coordenação: Fabiano Santos (Iesp-Uerj)

Expositores: Marcelo Jasmin (PUC-Rio), Leopoldo Waizbort (USP), José Reginaldo Gonçalves (UFRJ)

Dia 26/10, quinta-feira.

8h30 às 10h30, sala 1 – Hotel Glória

MR2 – As ideias fora do lugar: 40 anos de uma tese, séculos de um problema

Coordenação: Maria Arminda do Nascimento Arruda (USP)

Expositores: Edson Farias (UnB), Andréa Borges Leão (UFC), Lidiane Soares Rodrigues (UFSCar)

MR37 – República e democracia: a crise do Brasil contemporâneo

8h30 às 10h30, sala 8 – Hotel Glória

Coordenação: Nísia Trindade Lima (Fiocruz)

Expositores: Leonardo Avritzer (UFMG), Brasílio Sallum Jr. (USP), Heloisa Murgel Starling (UFMG)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: